Três Contos, por Gustave Flaubert




E não é que eu gostei do estilo de escrita desse cara? Curti os três contos, mas o meu preferido foi o segundo, "A legenda de São Julião Hospitaleiro". Aquele final foi magnífico!

Depois de estudar tanto o cristianismo, consegui pegar praticamente todas as referências cristãs nas histórias. Antigamente eu não saberia, por exemplo, que "vésperas" significa o ofício das seis da tarde. Dentre outros detalhes que eu só notaria agora. 

Bom livro! Um deleite de leitura. Pode parecer excessivamente descritivo, mas isso também tem seus lados bons.


Comentários