A colher que desaparece, por Sam Kean




Eu já tinha lido outro livro do Sam Kean chamado "O Polegar do Violinista" com curiosidades sobre biologia. Esse tem curiosidades sobre química.

A colher que desaparece é feita com o metal gálio. No Youtube tem vídeos da colher desaparecendo, como esse.

No final o autor começa a falar sobre alienígenas. Tudo bem, já conheço o estilo do autor, não esperaria menos (sem falar em sua obsessão pelo metal mercúrio). Segundo ele, seria provavelmente mais fácil nos comunicarmos com um alien pela matemática (mesma teoria do Contato) ou pelos elementos químicos.

Será que sabemos mesmo que tipos de aliens podemos encontrar para supor isso? Uma linguagem universal, hã? Vamos voltar para a velha pergunta: "Será que a matemática foi inventada ou descoberta?" enquanto Platão se revira no túmulo.

Tá, deixa esse assunto pra lá por enquanto. Não quero brigas com o Bertrand Russell. Já briguei demais com ele no passado. 

O livro vez ou outra puxa pra física. Eu gosto de física também, embora eu tenha lido mais livros de física na minha adolescência (muito Stephen Hawking ehehe). Só que gosto mais de química do que física. Mas o que gosto mesmo é de biologia! Matemática eu gosto mais da parte de filosofia da matemática. O Kumon era legal, porque ia aprendendo aos poucos e com calma.

É que em geral tanto as ciências exatas quanto as biológicas são ensinadas meio na decoreba e sem fortalecer as bases, aí nada faz sentido e assim parece chato. O colégio não contribuiu muito para me ensinar essas áreas e aprendi muito mais sobre elas buscando livros com curiosidades, história da matemática, biografias, etc. Aí as coisas começam a se encaixar e a parecer interessantes.



Comentários